Pular para o conteúdo principal

Carros antigos em exposição na EEP




A história do homem com os automóveis começa em meados do século 18, com diversas tentativas de se encontrar algo confortável que agilizasse, em terra, o transporte. Hoje, basta um comando de voz e chegamos a qualquer lugar. Quanta inteligência! Quem, como eu, adora carros, tem um programa para este sábado (12). A Escola de Engenharia de Piracicaba (EEP) promove o 3º Encontro de Carros Antigos, das 8 às 16 horas, em frente ao estacionamento de motos da faculdade. A participação e a entrada são gratuitas.
A organização espera a participação de 80 veículos antigos, incluindo a primeira viatura do Corpo de Bombeiros de Piracicaba. O pessoal do Clube do Opala e do Clube do Fusca (que se reúne toda quarta à noite na Estação da Paulista), já confirmaram presença. 






O professor André de Lima, coordenador do curso de Engenharia de Produção da EEP e um dos organizadores do evento, disse que o encontro é um momento de integração, confraternização e troca de experiências agradáveis. 
Sobre a tendência a automóveis cada vez mais leves, econômicos e menos poluentes, ele afirma serem fatores que levam a indústria automobilística a modificar constantemente formas e projetos de fabricação de veículos, impulsionando a reestruturação do setor. “A exposição é uma grande oportunidade de rever e avaliar projetos automobilísticos de diferentes épocas.”
O público ainda vai poder curtir o som da banda piracicabana Rota Nacional. 


Viatura de 1936 
A primeira viatura do Corpo de Bombeiros de Piracicaba será uma atração à parte na exposição. Nicolas, meu sobrinho, vai pirar! O veículo foi fabricado em 1936 e veio atender a cidade em 1º de agosto de 1956, quando foi implantada a corporação no município. A viatura foi aposentada em 1968, segundo dados do bibliotecário Guilherme Belíssimo. 
O cabo Guaracy Ribeiro Filho e o tenente Alexandre Garcia, do Bombeiros, contaram que trata-se de uma viatura contra incêndios produzida nos Estados Unidos, com moderna tecnologia para a época. Movida à gasolina, tinha oito cilindros e capacidade de ejetar até 1.750 litros de água por minuto. Foi esta a viatura que transladou o corpo do então prefeito Luciano Guidotti, que morreu em 08 de julho de 1968. 
Logo depois, ela foi desativada e exposta no Zoológico Municipal, onde permaneceu por 10 anos, até passar por um processo de restauração e ser transferida para o Museu do Corpo de Bombeiros, em São Paulo. 
Sempre fui apaixonada por carros, direção, mecânica. Parecem laboratórios científicos: o combustível corre pelos canais, provoca uma reação e a máquina funciona, em síntese. Também adoro cinema e na semana passada peguei uma sessão deliciosa com o filme Carros 3, muito legal! 

O que gosto muito desse evento é que acontece num ambiente de conhecimento, onde se formam engenheiros (da melhor qualidade, por sinal), profissionais que vão pensar em novas evoluções para nossa segurança e conforto. 

Nico, vai lá ver o caminhão dos Bombeiros!! 
Grande beijo, pessoal!! 

Dani




3º Encontro de Carros Antigos da EEP
Sábado (12), das 8 às 16 horas, em frente ao estacionamento de motos da faculdade (av. Monsenhor Martinho Salgot, 560)
Participação e entrada gratuitas


Comentários

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Alunos do Senac apresentam peça inspirada em obra de Nelson Rodrigues

Uma boa dica de diversão e cultura para dar start no final de semana, é o espetáculo "Devaneios sobre um Vestido de Noiva", que será apresentado nos dias 19 e 20 de outubro, às 20 horas, no Teatro do Sesi, em Piracicaba, pelos alunos do curso técnico de Teatro do Senac. A peça é inspirada livremente em "Vestido de Noiva", obra do escritor e dramaturgo brasileiro Nelson Rodrigues. As apresentações são gratuitas e os ingressos podem ser retirados com uma hora de antecedência no local.
Considerado pela crítica especializada como um divisor de águas na modernização do teatro brasileiro, Nelson Rodrigues fornece obras com amplas possibilidades de releituras e abordagens. 
Embebecida no expressionismo, movimento artístico e literário que surgiu na Alemanha no fim do século 19, a peça emociona sem a preocupação com o padrão de beleza tradicional. Partindo desse ponto, os alunos da 9ª turma optaram pelo universo rodrigueano dentro do projeto do módulo de montagem teatral, qu…

Ação social incentiva pessoas a somar nas diferenças

Neste sábado (22), das 15h às 18h, o Casarão do Turismo de Piracicaba, na Rua do Porto, se transformará num espaço de amor, tolerância, conhecimento, troca de experiências e bem-estar. É o 1º Evento de Férias: Somando Diferenças, com a finalidade de ajudar a transformar o olhar da sociedade em relação às deficiências e desmistificar o conceito de diferença entre as pessoas. 
O evento é gratuito e aberto a todos, uma grande oportunidade para vivenciarmos essa integração e participarmos da programação, voltada a crianças e adultos, como música, intervenções artísticas, atividades corporais, apresentação teatral, roda de histórias, artesanato e brincadeiras.
A organização tem a participação da assistente social Lucy Mazeto e de Euclidia Fioravante, diretora do Espaço Pipa, que atende crianças com síndrome de Down e suas famílias e de onde partiu a parceria, além das psicólogas Jenifer Crescêncio e Mariana Ricci Sahuquillo, que por graça divina é minha filha.
A iniciativa surgiu do desejo de…

Playlist para se despedir de Belchior

Morreu o Belchior - e podem me chamar de brega, mas meu coração doeu. Minha filha estava em casa quando o Raphael, sabendo o quanto sou fã, me deu a notícia ouvida pela TV, falando de mansinho. A Mariana, aos 24 anos, disse não se lembrar dele, até que eu cantasse trechos de quatro ou cinco músicas, entre elas Como Nossos Pais, eternizada pela Elis, para ela identificar e lamentar.
Eu tinha a idade de minha filha quando o conheci pessoalmente, em um show na Unimep (Universidade Metodista de Piracicaba), onde eu estudava Jornalismo. Me lembro de ficar impressionada com o tamanho daquele homem e de sua cabeça, com seu sotaque fortemente nordestino, que ficava charmosíssimo no francês ou no inglês. Bom papo, educado e inteligente, um homem no mínimo interessante, que se portava, naquele ambiente universitário, mais como professor do que como artista. Conversamos muito e ele, como excelente compositor, me deu uma caixa com gravações de suas canções por diversos cantores desconhecidos, em …